MAIS DE 20 ÁRVORES PODERÃO SER CORTADAS PARA DAR LUGAR A UM ESTACIONAMENTO NA CIDADE DE CAXAMBU EM MIINAS GERAIS

Cortar árvores em um mundo que luta contra o aquecimento global é uma ação correta? Essa discussão acontece na semana do meio ambiente. 

logo-cul

Foto antiga da Cidade – Postal antigo vendido como “relíquia” no Mercado Livre

Pois é, esta é a discussão que acontecerá dia 05 de junho, em uma audiência pública, na cidade de Caxambu no Sul de Minas. Um projeto de estacionamento no centro da cidade apresentado pela prefeitura com aprovação do IEPHA prevê cortar mais de 20 árvores para abrir espaço para um estacionamento a céu aberto, no coração da cidade e ao lado do parque das águas minerais. Eu vi o projeto e é até “bonitinho”. Mas a pergunta é qual a intenção desse projeto?

Estão pensando no turista e nos visitantes que não tem lugar para estacionar quando a cidade está cheia. – Entendo que a cidade fique congestionada quando tem muito turista (sou de lá) e toda a cidade tem ruas estreitas e estacionar é difícil. Mas a cidade é pequena, o fluxo diário dos próprios moradores não necessitaria de algo desse porte. E para o turista há dezenas de outras soluções.

IMG_8968Por exemplo, deixar seus carros nos estacionamentos nos hotéis. Criar um estacionamento público próximo do ginásio poliesportivo e/ou próximo do centro de exposições ou outro lugar que tenha espaço e assim gerar mais trabalho para os taxistas e charreteiros da cidade. Deixar o centro com flores, bancos para sentar e papear, lixeiras bonitas, árvores, charretes e nenhum carro. Isso acontece em centenas de cidade pelo mundo. Vira até atração turística.

Tenho certeza de que isso iria atrair muito mais turista do que um estacionamento que destruirá 20 e tantas árvores. Além é claro do impacto ambiental da circulação de carros e mais carros no centro da cidade onde esta o parque das águas que é um dos parques do mundo com maior diversidade de águas minerais.

O fato é que em todo o mundo, a moderna inteligência, é reduzir o fluxo de carros para diminuir a emissão de gases. A criação de bicicletários, o plantio de árvores e jardins, a discussão da mobilidade urbana é o grande tema. Então porque andar na contramão da evolução e cortar árvores para criar estacionamento de carros???

Não conheço o projeto. Acho que quem criou, pode realmente no momento, olhando sob um único ponto de vista, ter achado isso interessante. Mas agora todo o projeto enfrentará uma discussão pública. Quer dizer que há outras visões.

Ah… Mas as árvores dessa avenida que serão cortadas estão desiguais. Sim. É verdade. Muito desiguais. Mas estão assim, pois não estão sendo bem cuidadas. Porque os jardins ao redor não existem, estão quase abandonados. Porque infelizmente não há respeito e nem educação da maioria da população (do Brasil) em cuidar do patrimônio. Mas garanto que plantar flores em toda a avenida, consertar as jardineiras e plantar até mais árvores não custará R$ 250 mil reais.

Ah… Mas 250 mil reais vieram através de uma emenda, de um convênio, é um projeto específico, dinheiro além da arrecadação, bônus, se não usar pra isso tem que devolver o dinheiro. Sim. É verdade. Mas deveriam ter pensado antes de fazer um projeto assim. É triste ter que devolver o dinheiro. Mas é melhor do que andar na contramão da história.

photo-1024x768

Ah… Mas o projeto é bonito, vai ficar bom. Depois todo mundo vai gostar. Ok, mas ninguém pensou em preservação do patrimônio da cidade? Quer dizer, só porque o IEPHA aprovou tecnicamente não quer dizer que seja o melhor. É uma mudança numa avenida que faz parte de toda a história de Caxambu. Já foi um pecado colocarem asfalto. Agora vão mudar de novo sem uma consulta pública?

Nossa Marília, você só critica, não sabe de nada e dá palpite. Sim. Sou mesmo chata e dou muito palpite, falo muito, me intrometo. Mas me baseio na realidade e vou dar exemplos que estão acontecendo até mesmo no Brasil de ações que beneficiam o turismo, a natureza, o patrimônio, o cidadão:

– a Prefeitura de São Paulo criou o “parklet”. São estruturas feitas em madeira, com bancos e jardim, que ocupam a vaga de dois carros. Esse é um projeto do município onde através de uma licença pode ser construído estas estruturas. O objetivo? Diminuir o fluxo de carros. Diminuir a emissão de gases. Tornar a cidade mais bonita.

– A Câmara Municipal de Madri já restringiu agora em 2015 a circulação de carros no centro da cidade.

– Paris tem um projeto de que até 2020 restringirá quase totalmente a circulação de veículos poluentes no centro turístico da cidade. E atualmente, 60% dos moradores de Paris não possuem carro.

– O Seminário “Transportes: dimensão-chave para um Brasil sustentável”, organizado pela Fundação Friedrich Ebert, a Carta Maior e a Fundação Perseu Abramo discutiu em 2014 a necessidade da melhoria do transporte público e a eliminação ou no mínimo redução dos carros nos centros das cidades.

IMG_3422E por aí vai… São muitos exemplos. É só dar um “Google” e saberá de muito mais.

E não é nada contra a administração atual. Acho que tem sido feito muita coisa. Tenho visto melhorias sim. O Parque das Águas que estava abandonado começa a tomar fôlego. Então, isso não é politicagem, não é partidarismo, é apenas a defesa de outra visão sobre o mesmo tema. Mas, será no dia 05 que todas estas questões serão discutidas e finalizadas. Eu espero que para o bem da maravilhosa cidade de Caxambu, mas que principalmente, seja democrático. O CODEMA já está olhando os detalhes do projeto.

Se vale meu voto. Eu voto NÃO ao projeto.

Dê uma voltinha pela cidade: https://www.google.com.br/maps/@-21.979065,-44.933739,3a,75y,204.68h,61.39t/data=!3m4!1e1!3m2!1syCOnBrgLhc0xo1069-9xRg!2e0!6m1!1e1

CAXAMBU NO SUL DE MINAS É EXEMPLO DA BOA PARCERIA DO TURISMO E DA CULTURA

Cultura é um grande atrativo para o turismo. E é sobre isso que falamos aqui aos sábados.  Além de belas paisagens o turista gosta quando pode completar sua noite e até parte do seu dia com atividades culturais. Uma atividade que tem crescido muito por todo o Brasil são os saraus culturais.

No século XIX sarau era um evento bastante comum. Estes eventos vem sendo redescoberto por seu caráter de inovação, descontração e satisfação Um sarau pode envolver dança, poesia, leitura de livros, música acústica e também outras formas de arte como pintura, teatro e comidas típicas

Na cidade de São Paulo atualmente existem mais de 70 saraus que acontecem semanal ou mensalmente. Por todo o Brasil são centenas de saraus que acontecem e muitos tem se tornado atração turística.

@Caxambu, belíssima cidade no sul de Minas e conhecida por suas águas minerais, não fica de fora das atividades culturais que atraem turistas. Dia 05 acontece em Caxambu o Sarau do Panela Mineira, organizado pelo grupo Cidadão Caxambuense e coordenado por Antonio Claret e Deborah Rodrigues. Poesia, atrações surpresa, participação especial do músico Preto Rico, conhecido na região, e a condução do evento pelo músico Thomaz Sarkis promete ser o início de uma atividade que poderá entrar na agenda cultural da cidade e virar atração para os turistas que a visitam.1614035_594672827281322_614821100_o

Quem for neste sarau do dia 05 de junho em Caxambu – MG, que acontece a partir das 19:30, poderá ouvir Tom Jobim, Duke Ellington, Cole Porter, George Gershwin, Nat King Cole, Louis Armstrong, Miles Davis e Chet Baker.

IMG_8958Caxambu, além de ser famosa por suas águas minerais e pelos cassinos, já abrigou muitos eventos culturais importantes e que sempre foram atração para o turistas e moradores. O Festival de Cinema, organizado por Antônio Nasser e o  Festival Rock na Rua, organizado por José Luiz Fernandes Nogueira são bons exemplos. O Centro Cultural, montado no antigo museu, atraiu muitos artistas novos e que depois fizeram sucesso, como o Lenine por exemplo. Atualmente o Caxambuteco é um importante evento de gastronomia e música que já se torna tradicional.

Este é um exemplo de que a cultura e o turismo podem e devem estar ligados. Vele ressaltar que todas as atividades culturais de um município devem entrar em um calendário anual que seja também divulgado para os turistas. Assim, as pessoas se programam para agendar suas férias em épocas onde estas aconteçam.  Ou, os fazedores de cultura, passam a programar atividades na época em que a cidade está mais visitada.

Secretários de cultura e Secretários de turismo devem trabalhar em conjunto, fomentar a cultura no município e incentivar que estas aconteçam de forma permanente e passem a fazer parte do calendário oficial de eventos.

 Gostou? Tem mais idéias ou sugestões? Curta e comente. Aproveite para compartilhar com quem você acha que poderá gostar.

Em 2016 nova edição do COSTURANDO O TURISMO DO SUL DE MINAS

image

Às vésperas de completar 20 anos o projeto “Costurando o Turismo do Sul de Minas” voltará com uma edição comemorativa em 2016.
O evento nasceu a partir da necessidade de solucionar o declínio do turismo em algumas cidades da região. Estas já tinham a vocação turística mas precisavam criar alternativas para as dificuldades da escassez. A proposta dos debates era criar à partir de uma “costura”, de uma cooperação,  circuitos variados, treinamentos, divulgação etc. Tudo isso num grande esforço conjunto realizado pelas cidades participantes.

image

Principais objetivos:
– Divulgar o Sul de Minas como pólo turístico de grande potencial.
– Desenvolver uma política de preservação ambiental.
– Iniciar uma conscientização sobre a importância econômica do turismo.
– Iniciar um trabalho de especialização de mão de obra e serviços.
– Criar produtos turísticos bem planejados e organizados.
– Levantamento e mapeamento das necessidades.
Os Seminários para Costurar o Turismo do Sul de Minas foram realizados em 04 edições e em regiões diversas.  O formato em que aconteceram foi em 03 dias com palestras variadas e muitos convidados e parcerias importantes da área.  Foi eleito um conselho para auxiliar a pontuar e organizar os trabalhos. Sempre aconteciam peças de teatro, exposições e festas temáticas paralelamente.

image

Desde o início do projeto tivemos variados parceiros:
SENAC / SEBRAE/ TURMINAS/ AMO-TE/ SELT/ ABRATURR/ AMAG/ HOTEL GLÓRIA/ AGUA MINERAL CAXAMBU/ AGUA MINERAL DE PASSA QUATRO/ ANTARCTICA BAEPENDI/ GRAFICA SÃO JOSÉ ITAMONTE/ EMBRATEL/ TELEMIG/ TV ALTEROSA/ VIDEHON PRODUTORA DE VIDEO/ GRAPH VARGINHA/ DGD RENT A CAR/ ALAGO – Associação dos Municipios do Lago de Furnas/ LAGAMAR RESORT/ CAFÉ BOM DIA/ TAM/ CEMIG/ COPASA/ GRAFICA VARGINHA EDITORA / ABIH/ SINDICATO DOS HOTEIS DE POÇOS DE CALDAS/ PREFEITURA DE CAXAMBU/ PREFEITURA  DE POÇOS DE CALDAS/ PREFEITURA DE POUSO ALEGRE/ PREFEITURA DE VARGINHA/ PREFEITURA DE BAEPENDI/ PREFEITURA DE AIURUOCA/ PREFEITURA DE LAMBARI/ PREFEITURA DE ITAMONTE/ POUSADA DO VERDE/ SINDICATO DOS HOTEIS DE SÃO LOURENÇO/ HOTEIS DE CAXAMBU/ HOTEL RECANTO DAS HORTÊNCIAS/ PARQUE HOTEL LAMBARI/ ASSOCIAÇÃO COMERCIAL DE PASSA QUATRO/ ASSOCIAÇÃO COMERCIAL DE LAMBARI/ ETC

image

Alem destes parceiros tivemos pessoas importantes que ajudaram a viabilizar o evento e principalmente auxiliar na condução dos debates:
Wanda Lacerda e Paulo Simão  – Turminas – BH
Paulo Miranda – SENAC ITAJUBÁ
Antonio Henrique Borges de Paula – SENAC BH
Ernesto Guilhenea Melgar – OMT/ Consultor
Gloria Maria Vilhena de Paiva – Consultora.

Em 2016 quando comemoramos 20 anos do evento reuniremos novamente o setor e os municípios para debater sobre o que aconteceu nestes 20 anos e apresentar novas propostas de ação. Venha fazer parte desse evento.

image

image

image

Quer saber mais mande um email no mariliadelima@gmail.com

Gostou? Curta, comente e compartilhe.