VOCÊ SABE COMO APROVEITAR UM FALSO NEGATIVO EM PROJETOS?

INTELIGENCIA__PROJETOS_EVENTOS_3Você sabia que o Viagra foi um falso negativo? Pois bem, no final dos anos 80 a Pfizer trabalhou nos testes de um medicamento para tratar de angina. Tudo ia bem até que nos testes com humanos a droga não deu resultado. A maioria desiste de projetos assim que nos resultados ocorra fracasso. Mas, ao olhar diferente, ao estudar os efeitos colaterais, um novo medicamento, com um sucesso de público e bilheteria estreou, nasceu “o Viagra”.

Brincadeiras à parte, muitas vezes nos empenhamos e dedicamos a um projeto onde em algum momento, seja na elaboração, na avaliação de riscos, na execução ou na avaliação dos resultados, aparentemente, tudo dá errado. Temos então um resultado negativo.

Entretanto, em muitas vezes, se olharmos mais de perto,  ou de longe, ou os dois, poderemos enxergar oportunidades até então desconhecidas ou intencionadas.

Já em 2003 Henry Chesbrough, professor de gestão de tecnologia e inovação nos EUA, falava:

“A história da inovação está cheia de exemplos em que o melhor uso de um novo produto ou uma nova tecnologia é totalmente diferente do proposito inicial do projeto.”

Um projeto pode não servir ao seu objetivo, mas pode ser como uma luva para outro. Se você criou, pode disponibilizar o resultado no mercado, para parcerias ou licenciamento de ideias. Essas ideias ou resultados podem não te servir, mas podem ser um prato cheio para outro.

Quantos músicos criam músicas que nunca cantarão? Mas a criação bateu na porta e ela nasceu. Então há a possibilidade de disponibilizarem para outros artistas. Quantas ideias de festivais e atividades surgem durante a pesquisa para um simples show? Quantos resultados inesperados acontecem quando lançamos um evento que nem imaginávamos o resultado? Woodstock, o festival, foi um deles. Quantos eventos, sem intenção, são vistos por investidores como grandes ideias e “pivotam” totalmente seu rumo?

Por isso, é importante, antes de achar que seu projeto foi um fracasso ou tem que ser descartado, fazer uma avaliação. Avaliar e pesquisar junto aos “stakeholders” outras visões sobre o mesmo tema. O pensamento coletivo e a visão compartilhada podem dar soluções até então desconhecidas. Muitas vezes também, um projeto que não atendeu ao primeiro objetivo pode ser adequado a outro.

Por mais que haja pesquisa, estudo e práticas de controle na elaboração e gestão de projetos, o imprevisível e a resposta do meio pode atrapalhar o processo. Mas nem sempre o resultado é negativo. Pense nisso.

Gostou? Curta, comente, envie seus comentários e dicas. Mas principalmente compartilhe, CONHECIMENTO TEM QUE CIRCULAR. 😉

a partir do dia 18 somente o blog WWW.MARILIADELIMA.COM.BR estará com matérias publicadas. Aproveite e vá lá se increver parareceber em primeira mão.

NOSSA, SEM WHATSAPP…. JOGARAM SUA VAQUINHA DO PRECIPÍCIO

IMG_8080-001Em quase todas as minhas palestras e cursos falo da história de JOGAR A VAQUINHA DO PRECIPÍCIO. Gosto da história pois é uma forma de exercitar meu “mineirês”….kkkk. Mas é também interessante pois faz com que todos pensem sobre as pequenas prisões que temos e quando livres deelas,  aprendemos a fazer muitas outras coisas.

Pois bem, o WhatsApp no Brasil foi bloqueado por 48 horas. Aconteceu por uma decisão da justiça, devido a uma negação do mesmo em liberar informações para um processo. O mandado não foi em cima do Whats e sim das operadoras que deveriam bloquear acesso a ele.

Nesse momento a VAQUINHA foi arremessada e pronto, sem comunicação por aí. Entre muitas controvérsias, reclamações e piadas (o que somos mestre nesse lindo Brasil) vou pontuar três que achei mais importantes pra comentar com você:

  1. Em menos de 6 horas, o concorrente do aplicativo, o Telegran, teve mais de 1,5 milhões de downloads. 
    1. Você sabe quem são seus reais concorrentes? Muitas vezes ficamos pensando que concorrente é aquele que é tão grande como nós ou que aparece mais etc. Mas o principal concorrente é aquele que faz algo muito igual ao que você faz e num deslize seu ele abocanha o mercado. Na área cultural, de eventos e todo esse mundo da economia criativa é ainda mais difícil de identificar os concorrentes porque muitos parecem ser, mas só alguns são de verdade. As vezes nem sabemos ainda quem são. Então, o cuidado diário com seu negócio, sua credibilidade e suas ações são importantíssimas. Venha o concorrente que vier, se você está se cuidando não há com o que se preocupar.
  2. As pessoas se movimentaram para buscar outras formas de comunicação. 
    1. Então, uma informação importante para nenhuma pessoa ou empresa aprender é NINGUÉM É INSUBSTITUÍVEL. Quando houve o bloqueio as pessoas que precisavam se comunicar ou por diversão, no caso dos jovens, ou por trabalho, a maioria de nós, já fomos avisando família, amigos, pessoas do trabalho para mudar a forma e o canal da comunicação nestes dois dias de bloqueio. Isso foi ótimo. Mostrou que podemos sim ser rápidos e achar soluções. E esta atitude é o que mais um produtor cultural ou de eventos deve ter. Não temos tempo pra pensar muito. Temos que agir. Aproveite o aprendizado para todo o resto.
  3. Todos acharam uma forma de se comunicar, de fato, não houve grande prejuízo.
    1. Mais ou menos né… sempre há prejuízo de alguma forma. Por isso é importante você aproveitar o momento para refletir sobre como utiliza a internet, as redes sociais e os canais de comunicação do seu negócio. Sim, porque agora foi uma decisão da justiça, outra hora pode ser uma catástrofe qualquer e isso tirar do ar alguma destas ferramentas.
      1. O principal plano B para o Whats foi o Telegran. Tem também o VPN um programinha que muda seu IP como se estivesse em outro país. Mas assim que baixei li que também pode trazer virus. Na dúvida fiquei com o primeiro e vou continuar com ele para eventualidades mesmo voltando o Whats.
      2. Qual o seu plano B para o Facebook, Twitter, Instagran etc? É importante ter estratégia. Guardar contatos, abrir outros canais de comunicação. Emails são muito importantes. Então comece a pensar se você tem segurança para continuar a comunicação de alguma forma ou se precisa fazer alterações.
  4. Ainda que digam que deveriam multar e não tirar do ar. Podemos ver que com essa atitude a “multa” foi muito maior do que se esperava. 
    1. Sim. O órgão mais sensível do ser humano é o bolso. Mark Zuckerberg, pagou 22 bilhões de dólares no aplicativo em 2014. Com certeza isso será bem doloro$o. E imagina se o seu negócio estiver pautado em um único canal de comunicação o quanto isso poderá lhe render prejuízos e não dividendos. Então mãos a obra, analise seu negócio e crie estratégias. A hora é agora.

Agora, se a gente ficar sem internet acho que o mundo acaba mesmo….. 😉

E se você ainda não se inscreveu para ganhar os presentes de final de ano que preparei faça agora !!!

PRESENTES:

Curta, compartilhe e deixe seus comentários. Obrigada. beijo e já já falo dos presentes. Aproveite e assine nossa lista VIP para receber informações exclusivas sobre PROJETOS E EVENTOS –

 

A IMPORTÂNCIA DO “ADVOGADO DO DIABO”

Meninas e meninos,

IMG_8080-001Muitas vezes sou chamada de irritante, de pessoa difícil e até partidária por, na maioria das vezes, questionar a verdade do que está sendo afirmado, discordar ou cogitar tragédias. A verdade é que pra tudo tento ser o Advogado do Diabo (do latim diabolus, por sua vez do grego diábolos, “caluniador”, ou “acusador”) pois é questionando, supondo, pensando diferente que obteremos respostas mais concretas e não teremos certezas tão frágeis. É assim que, ainda que errados, poderemos ter certeza de que estamos pensando, estamos sendo ativos e não somente reativos. É assim que estaremos preparados para o pior, e se ele não vier, melhor.

11bacde6e443ed1f851bab4a6fe0e96fMas o que é o “advogado do diabo”? Entre 1900 a 1983 nos processos de canonização da Igreja Católica existia a figura de um “promotor da fé” (Promotor Fidel). Ele era escolhido pela igreja e sua função era olhar com dúvidas e questionar as possíveis falhas ou inconsistencias das provas sobre milagres e outros acontecimentos. Essa função era popularmente conhecido como “Advogado do Diabo” (advocatus diaboli). Os Advogados do Diabo, reduziam o número de canonizações e garantiam que a santidade não deveria ser tão fácil assim.

Atualmente usamos a expressão para designar as pessoas que estão do lado contrário de uma questão aprovada por todos, que olha o outro lado, questiona o que ninguém mais questionou. Não aceita tão fácil assim as “verdades” ou as soluções.

images (4)Esse papel é muito importante quando estamos fazendo um planejamento estratégico, quando estamos fazendo a pesquisa, o “brainstorm” ou “toró de palpites”   como dizemos lá em Minas. É importante na construção e elaboração de projetos e eventos. Precisamos quetionar e pensar: “e se chover?”, “mas será que é o melhor?”, “se todos estão fazendo talvez não seja melhor não fazer?”, “se todos estão fazendo talvez não seja melhor fazer?”, “E se azedar a comida?”, “Será que este lugar é mesmo o melhor?”, “So porque tem 5 estrelas será que é realmente bom pra o que precisamos?”, “Será que só porque está na moda vamos fazer?”, “E se a empresa furar com a gente?”, “E se alguém se machucar?”, “E se formos multados?” etc etc.

Portanto, se você tem alguém assim na sua equipe, valorize. Se não tem, se tudo é muito tranquilo e todos concordam, faça alguma coisa pra mudar isso. Inclua alguém ou motive para isso. Eventos e projetos são eventualidades, são frágeis, não acertaremos nunca 100% mas quanto mais nos preparamos mais perto dos 100 chegamos. Se nos preparamos para tudo, ou quase tudo, estamos salvos ainda que nada de errado ou ruim realmente aconteça.

É como eu digo, para se organizar com maestria eventos e projetos o mais importante é pensar, pensar e pensar na hora de planejar, planejar e planejar. 🙂

***Cadastre seu email  no formulário de contato para receber nossas novidades. Promoções especiais, descontos, textos exclusivos e muito mais só para quem se cadastrou. 

Você gostou???? Compartilhe. Agradeço sempre.