FURNAS ABRE EDITAL DE OCUPAÇÃO 2016/17

P_20151209_145256_1_HDR_pEstão abertas as inscrições para o Edital de Ocupação dos Ambientes do Espaço Furnas Cultural 2016/2017
Furnas Centrais Elétricas S.A. comunica que receberá no período de 04 de janeiro de 2016 a 12 de fevereiro de 2016 projetos culturais destinados à ocupação dos ambientes do Espaço Furnas Cultural, localizado na sede da Empresa, na cidade do Rio de Janeiro – RJ, no bairro de Botafogo, para formação de sua programação de 2016 e 2017.
Furnas disponibilizará um investimento de R$ 1.500.000,00 (um milhão e quinhentos mil reais) de recursos próprios, para projetos apresentados nas seguintes áreas artísticas:

– Artes Visuais (Exposição)
– Artes Cênicas (Teatro adulto e infantil)
– Música (Erudita ou Popular)

Você pode acessar aqui para saber mais sobre como participar.

E não se esqueça de curtir, de compartilhar e de comentar. Conhecimento e informação tem que circular. 🙂

10 DICAS IMPORTANTES SOBRE PROJETOS CULTURAIS E SOCIAIS

@PROJETOSO tema das segundas aqui no meu blog será PROJETOS. Se gosta do tema se cadastre para receber os posts ou me acompanhe nas redes sociais. O objetivo é dar dicas práticas, mostrar e comentar exemplos do que fazer e do que não fazer na ELABORAÇÃO E GESTÃO DE PROJETOS.

Então vamos começar com o básico: o quê são mesmo “projetos????

Bem, a A palavra PROJETO vem do latim proicere, que quer dizer “antes de uma ação”. Um projeto é algo que você pesquisa, planeja, desenha e escreve antes de realizar alguma ação. Assim ela será executada da melhor maneira possível. Ele surge da necessidade, oportunidade ou problema encontrado. Um projeto tem tempo e recursos definidos. E principalmente, deve ter o escopo (aquilo que se pretende atingir) muito bem definido.

Aqui apresento 10 dicas importantes que você precisa saber sobre projetos culturais e sociais:

  1. SE SEU PROJETO NÃO ESTÁ ESCRITO, NÃO TEM OS ORÇAMENTOS E CRONOGRAMAS DESENHADOS, VOCÊ NÃO TEM UM PROJETO, TEM SÓ UMA IDÉIA. – Algumas pessoas têm idéias, fazem um pequeno resumo no papel, apontam as justificativas etc., mas não escrevem nada de prático. Isso não é um projeto, é uma idéia, não confunda. Ter o projeto escrito e detalhado é o primeiro passo para a organização do caminho que se pretende trilhar.  As perguntas que orientam para esta construção detalhada são: O que é, quanto é, para quando é, com quem é, como é e por aí vai.
  1. ESCREVA UM PROJETO PELO PROJETO E NÃO PARA UMA LEI OU EDITAL – Um projeto tem que atender a uma demanda visualizada no planejamento estratégico. A ação de desenhar e escrever um projeto, que custará seu tempo, deve ser alinhado com a visão geral do caminho a percorrer. Portanto, se acha importante ter um ou mais projetos para 2016 eles tem que ser escritos agora e só depois inseridos nessa ou naquela lei ou edital. Leis e editais são para viabilizar financeiramente os projetos que você sonha, que você precisa.
  1. PROJETO TEM COMEÇO, MEIO E FIM, ao contrário de uma empresa que trabalhamos para que nunca tenha fim. Um projeto sempre tem um objetivo que, ao ser cumprido, finaliza as ações. Portanto, pensar nesse desenho é também pensar em uma boa finalização. Ter um cronograma real. Tem gente que faz projeto que nunca termina. Fica enrolado com prestação de contas, com finalização de fotos e vídeos etc. Isso é erro de planejamento.
  1. PROJETO TEM QUE CONTER A VERDADE, NADA MAIS DO QUE A VERDADE– Isso é muito importante para se aprender com relação aos projetos. Alguns acham que é difícil escrever, pois focam em argumentos e condicionamentos que tornam o “escrever um projeto” algo intocável. Para escrever coloque a verdade exata de como você vai fazer, o que vai precisar para construir e executar sua ação. Todos os mínimos detalhes de custos, pessoas, necessidades etc. Isso é o seu projeto.
  1. PROJETO É UMA RECEITA DE BOLO – ao escrever um projeto escreva de forma que quem pegar o documento possa executá-lo. Ele é uma receita tem que ter todos os ingredientes e o “modo de fazer”. Para testar, dê pra alguém que não é da área ler. Se entender, maravilha, está pronto.
  1. PROJETO NÃO É TESE DE TCC – Um projeto não é uma tese para doutorados ou mestrados. Não deve ter linguagem rebuscada e deve ser de fácil compreensão. Deve ser claro, direto e prático. Somente na justificativa que é permitido dissertar sobre a importância, o contexto. Mas mesmo assim não deve ultrapassar uma lauda. Todos os outros tópicos como: resumo do projeto, objetivo, cronograma, orçamentos etc. tem que ser práticos. 
  1. PLANEJE, PLANEJE, PLANEJE E DEPOIS ESCREVA – A parte mais importante na construção de um projeto é o planejamento. É nessa hora que há pesquisa de mercado, avaliação do contexto, discussão e mapeamento de riscos etc. Enquanto essa visão geral não for avaliada e processada não se deve finalizar o documento. Quanto mais se planeja, maior a assertividade.
  1. LEIS DE INCENTIVO OU EDITAIS SÃO FÁCEIS DE ESCREVER E CADASTRAR – Nenhuma lei de incentivo ou edital é difícil de participar. Com o projeto pronto e escrito faça a leitura do que pede a lei ou edital e vá adequando. E com relação ao cadastramento é só ler também. O youtube tem vários vídeos explicando para Rouanet, Icms etc. O que não podemos é ter preguiça de ler, de buscar conhecimento. Mas, se está inseguro ou não tem tempo, sempre tem um bom produtor no mercado que pode escrever e cadastrar o projeto “com” você.
  1. CAPTAÇÃO DE RECURSOS E PRESTAÇÃO DE CONTAS COMEÇA NO PLANEJAMENTO – Essa é uma parte também muito importante de saber. Ao planejar um projeto deve pensar como e quanto será preciso, quais empresas ou ações podem auxiliar na disponibilização de recursos, quem poderá ser parceiro etc. E ao definir cada item/rubrica do orçamento, deve também avaliar como se dará a prestação de contas desse item. Estes dois itens bem planejados evitam muitas dores de cabeça.
  1. PROJETO É UM MEIO, NÃO É O FIM – Outra confusão que se faz e achar que ter projetos é fundamental para a sobrevivência do grupo, da entidade, do artista etc. Fundamental é saber “o que você quer ser quando crescer, além de salsicha” (risos). Fundamental é saber aonde quer chegar e criar um planejamento estratégico. Nesse planejamento poderá conter um ou mais projetos e estes devem ter relação com o que se pretende conquistar. E não o contrário.IMG_4935

E é isso. Espero que tenha sido útil. Gostou? Curta e comente. Mas também compartilhe com os amigos. Conhecimento tem que circular.