A IMPORTANCIA DOS SENTIDOS NA PRODUÇÃO DE EVENTOS

INTELIGENCIA__PROJETOS_EVENTOS_4Quando pensamos na elaboração de um projeto de um evento, onde as pessoas presentes deverão ser impactadas é importante pensarmos também nos cinco sentidos. Todo aprendizado acontece através das percepções sensíveis do nosso cérebro. Olfato, tato, paladar, visão e audição.  Então preparei uma pequena descrição, e lembrança, para te ajudar a ter ideias nos seus projetos.

OLFATO – através do qual sentimos diferentes odores e este nos remete a lembranças variadas. O olfato é um dos grandes responsáveis por perpetuar memórias, boas ou más.

TATO – os nervos sensoriais da pele, nos permite sentir frio, calor, umidade, estranheza, repulsa. Com o tato podemos sentir firmeza, delicadeza, fragilidade e outras sensações no que estamos comprando, recebendo, mostrando, interagindo.

PALADAR – a língua é formada por diversas regiões sensíveis aos sabores. Amargo, doce, salgado, azedo. O paladar manda vários recados para o cérebro, seja para estimular, acalmar ou irritar.

IMG_20150804_165243477 (1)VISÃO – os olhos são as janelas da alma. Eles são usados para nós vermos o mundo. As cores, movimentos, imagens impactam o cérebro diariamente construindo conhecimento e lembranças.

AUDIÇÃO – Todos os sons do mundo, vem aos nossos ouvidos. Desde uma suave música ao som estridente de uma buzina. Os sons, tem muitos poderes e entre eles agitar ou acalmar uma pessoa.

Esse conjunto de sentidos é o que nos faz vivos. Ao elaborar um evento pense sempre em como pode incluir ou aprimorar itens para que essa viagem pelos sentidos seja de prazer, de boas lembranças e de conforto. Faça um evento inesquecível.

Detalhes como uma boa estrutura de som para não ficar cansativo, peças e decoração bonitas e confortáveis, designer para encantar os olhos, comidas de alta qualidade ainda que simples, materiais de qualidade e condizentes com o evento. Use perfumes ou não deixe que odores ruins se propaguem. Como sempre digo “o diabo mora nos detalhes”. Faça sua lição de casa e use a inteligência para criar projetos e eventos espetaculares e inesquecíveis. Simplesmente encante seu público pelos sentidos.

Gostou? Curta, comente, envie seus comentários e dicas. Mas principalmente compartilhe, CONHECIMENTO TEM QUE CIRCULAR. 😉

3 PONTOS PRINCIPAIS NA ORGANIZAÇÃO DE EVENTOS

Meninas e Meninos,

IMG_8074Como prometido no Periscope segue algumas considerações sobre eventos. Abaixo identifiquei três pontos mais importantes que darão início e continuidade a toda projeção e organização.

🙂  –  01 – Toda organização de evento começa com a definição e avaliação do público alvo. É a partir dessa definição e análise que tudo será projetado. Material gráfico, local, formato, conteúdo, decoração, atrações culturais e recreativas, alimentação, cores etc.

🙂  – 02 – Siga os mesmos passos da elaboração do projeto para pensar no seu evento. Muita gente acha que para realizar um evento não há necessidade de escrever também um projeto, mas há sim. O projeto é o documento que dá o norte para a realização do mesmo. Recursos humanos, recursos materiais, logística, recursos financeiros, cronograma, stakeholders etc estarão descritos. Escreva o documento (projeto) do seu evento.

🙂 – 03 –  Pesquise cada ítem e tente criar o maior diferencial possível. Eventos existem aos milhares, idéias também. Coisas interessantes não estão faltando. Então você tem que pesquisar, pensar e encantar. E lembrar sempre que o “diabo” mora nos detalhes. É nessa hora que você pode encantar. Os mínimos detalhes, os “amenities”, a exclusividade.

E hoje são estas. Mas teremos muito mais para falar sobre eventos. QUERO TE ENVIAR SEMPRE INFORMAÇÕES EXCLUSIVAS SOBRE PROJETOS, EVENTOS E MUITO MAIS e isso eu só compartilho com quem é VIP. Para isso faça aqui sua inscrição para participar também.

Gostou? Comente, curta e compartilhe. Vamos fazer circular informação. Namastê

05 PASSOS PARA ESCOLHER E EXECUTAR AS MELHORES IDÉIAS

Meninas e meninos,

IMG_4901O mundo dos projetos e eventos é muito concorrido. Para ter maior possibilidade de sucesso é importante criar diferencial e se destacar. Para melhorar a performance, além da idéia sobre o que vai fazer, é importante que estas idéias sejam realmente inovadoras e criativas.

Todos os dias temos idéias aos montes. Muitas vezes estamos fazendo o “brainstorm (tempestade cerebral)”, ou “toró de palpites” como dizemos lá em Minas, na hora de construir projetos e eventos e elas também não nos faltam. Mas muito além de ter idéias precisamos também colocar em prática. E colocar principalmente aquelas que nos darão os melhores resultados.

E por isso segue abaixo 05 passos para melhorar esse processo:

  1. Para ter uma boa idéia tenha muita idéias. Não desista só porque já pensou em um diferencial. Continue com o “toró de palpites” e tenha na lista pelo menos três boas idéias.
  2. Das idéias selecionadas faça uma pesquisa na internet para saber se algo parecido já foi feito. Pesquise onde puder. Anote estas informações.
  3. Volte com as idéias e a pesquisa para uma revisão e avaliação. Trabalhe em equipe
  4. Decida então se vai usar uma das ideias, se vai reformular ou se vai começar tudo de novo.
  5. Assim que decidir comece a trabalhar usando a idéia, não só pra ter um diferencial, mas também para criar algo que encante os seus parceiros e clientes. Esse pensamento de qualidade constante é também uma boa idéia.

PULO DO GATO : Dê um passo, confira. Dê outro passo, confira. Vá passo a passo avaliando se tudo está saindo como planejado. Muitas pessoas executam ações em projetos e eventos sem conferir e isso pode ditar o sucesso ou o fracasso do que foi proposto.

Uma idéia posta em prática passa a ser fundamental para o sucesso do projeto ou do evento. Por isso é importante que você viaje nos pensamentos e pense em muitas coisas na hora de ter idéias. Mas é importante que na hora da aplicação efetiva tudo seja muito planejado e organizado.

Um projeto ou evento com boas idéias não é tão fácil assim como parece. Tenha a consciência e a certeza de que o caminho certo foi escolhido.

QUERO TE ENVIAR SEMPRE INFORMAÇÕES EXCLUSIVAS SOBRE PROJETOS, EVENTOS E MUITO MAIS e isso eu só compartilho com quem é VIP. Para isso faça aqui sua inscrição para participar também.

Você gostou? Curta, comente e compartilhe. Namastê. 😉

JÁ CONHECE O BUSINESS MODEL CANVAS? VOCÊ PODE USAR EM PROJETOS OU EVENTOS, EU RECOMENDO

IMG_8074Este post foi publicado em 2013 mas é tão visitado que resolvi postar de novo pra vocês.

 @@A moda do momento é o chamado BUSINESS MODEL CANVAS ou “Painel de Modelo de Negócios”. É uma matriz para ser utilizada na configuração e definição de novos negócios. A principal diferença entre tantas novidades que surgem a cada ano para a área da estratégia, marketing e administração é que este modelo é bastante visual e sua proposta é que fique em um grande painel e seja utilizado por todos nas dicas, soluções e ações em cada uma das áreas. Uma construção proposta para principalmente ser em conjunto, participativa e de análise simples e eficiente. O formato interessante desse modelo é que tudo é construído com Post It. O conceito é que não demore muito no mural e que as definições e ações propostas sejam logo transformadas em realidade.

ImagemBusiness Model Canvas é uma ferramenta de gerenciamento estratégico, que permite desenvolver e esboçar modelos de negócio novos ou existentes. É um mapa visual pré-formatado contendo nove blocos do modelo de negócios. O Business Model Canvas foi inicialmente proposto por Alexander Osterwalder baseado no seu trabalho anterior sobre Business Model Ontology. (fonte: Wikpedia)

A matriz é visual. Um mapa que trabalha com nove pontos principais dentro do universo do novo negócio ou negócio pré-existente.

Imagem1 – Segmentos de Clientes;

2 – Proposta de Valor;

3 – Canais;

4 – Relacionamento com Clientes;

5 – Receitas;

6 – Recursos Chave (Infraestrutura);

7 – Atividades Chave;

8 – Parcerias Chave

9 – Custos.

Vejam que apesar de prioritariamente estar sendo utilizado para novos negócios, startups, reinvenção da carreira etc, é uma ferramenta também bastante eficiente para planejar o seu evento ou ajudar na construção do seu projeto. Afinal, construir um projetos ou organizar um evento é igual a construir uma empresa ou uma carreira. A diferença é que a empresa ou a carreira tem começo, meio e sempre lutamos para que não tenha fim, e os projetos e eventos tem começo, meio e fim sempre.

Muito interessante para ser também utilizado na preparação do projeto na hora do brainstorm ou como dizemos lá em Minas “toró de parpites”.

Uma sugestão que dou também é que você pode mudar os campos para os temas da construção de projetos ou eventos. Ser

1 – Segmentos de Clientes = PÚBLICO ALVO

2 – Proposta de Valor – JUSTIFICATIVA

3 – Canais – LOCAIS DO EVENTO/ ACONTECIMENTO DO PROJETO

4 – Relacionamento com Clientes – MAPA DE MÍDIA/ DIVULGAÇÃO

5 – Receitas – FONTES DE FINANCIAMENTO

6 – Recursos Chave (Infraestrutura) – EQUIPE/ PROFISSIONAIS/ ETC

7 – Atividades Chave – OBJETIVOS

8 – Parcerias Chave – PARCEIROS

9 – Custos – CUSTOS

Para todos os lados estão surgindo cursos e mais cursos para ensinar a utilizar a ferramenta. Mas se não estiver com dinheiro disponível você mesmo pode pesquisar na internet, ver vídeos no Youtube, ler textos dos mais variados etc. Veja o livro lançado sobre o assunto. Já tem edição em português e está nas principais livrarias.

Imagem

Olha aí a planilha para você copiar e iniciar seu “Businees Model Canvas” :

http://www.businessmodelgeneration.com/downloads/business_model_canvas_poster.pdf

Imagem

Gostou? Curta e comente. Aproveite e compartilhe para seus amigos também. Conhecimento tem que circula

QUERO TE ENVIAR SEMPRE INFORMAÇÕES EXCLUSIVAS SOBRE PROJETOS, EVENTOS E MUITO MAIS e isso eu só compartilho com quem é VIP. Para isso faça aqui sua inscrição para participar também. 😉

A IMPORTÂNCIA DO “ADVOGADO DO DIABO”

Meninas e meninos,

IMG_8080-001Muitas vezes sou chamada de irritante, de pessoa difícil e até partidária por, na maioria das vezes, questionar a verdade do que está sendo afirmado, discordar ou cogitar tragédias. A verdade é que pra tudo tento ser o Advogado do Diabo (do latim diabolus, por sua vez do grego diábolos, “caluniador”, ou “acusador”) pois é questionando, supondo, pensando diferente que obteremos respostas mais concretas e não teremos certezas tão frágeis. É assim que, ainda que errados, poderemos ter certeza de que estamos pensando, estamos sendo ativos e não somente reativos. É assim que estaremos preparados para o pior, e se ele não vier, melhor.

11bacde6e443ed1f851bab4a6fe0e96fMas o que é o “advogado do diabo”? Entre 1900 a 1983 nos processos de canonização da Igreja Católica existia a figura de um “promotor da fé” (Promotor Fidel). Ele era escolhido pela igreja e sua função era olhar com dúvidas e questionar as possíveis falhas ou inconsistencias das provas sobre milagres e outros acontecimentos. Essa função era popularmente conhecido como “Advogado do Diabo” (advocatus diaboli). Os Advogados do Diabo, reduziam o número de canonizações e garantiam que a santidade não deveria ser tão fácil assim.

Atualmente usamos a expressão para designar as pessoas que estão do lado contrário de uma questão aprovada por todos, que olha o outro lado, questiona o que ninguém mais questionou. Não aceita tão fácil assim as “verdades” ou as soluções.

images (4)Esse papel é muito importante quando estamos fazendo um planejamento estratégico, quando estamos fazendo a pesquisa, o “brainstorm” ou “toró de palpites”   como dizemos lá em Minas. É importante na construção e elaboração de projetos e eventos. Precisamos quetionar e pensar: “e se chover?”, “mas será que é o melhor?”, “se todos estão fazendo talvez não seja melhor não fazer?”, “se todos estão fazendo talvez não seja melhor fazer?”, “E se azedar a comida?”, “Será que este lugar é mesmo o melhor?”, “So porque tem 5 estrelas será que é realmente bom pra o que precisamos?”, “Será que só porque está na moda vamos fazer?”, “E se a empresa furar com a gente?”, “E se alguém se machucar?”, “E se formos multados?” etc etc.

Portanto, se você tem alguém assim na sua equipe, valorize. Se não tem, se tudo é muito tranquilo e todos concordam, faça alguma coisa pra mudar isso. Inclua alguém ou motive para isso. Eventos e projetos são eventualidades, são frágeis, não acertaremos nunca 100% mas quanto mais nos preparamos mais perto dos 100 chegamos. Se nos preparamos para tudo, ou quase tudo, estamos salvos ainda que nada de errado ou ruim realmente aconteça.

É como eu digo, para se organizar com maestria eventos e projetos o mais importante é pensar, pensar e pensar na hora de planejar, planejar e planejar. 🙂

***Cadastre seu email  no formulário de contato para receber nossas novidades. Promoções especiais, descontos, textos exclusivos e muito mais só para quem se cadastrou. 

Você gostou???? Compartilhe. Agradeço sempre.

FINAL DE SEMANA DE EVENTOS E AGITAÇÃO. MAS SERIA O MESMO COM CHUVA???

Meninas e Meninos,

1309263913550Hoje é um lindo dia de sol, um lindo domingo e praticamente o último dia das férias de muita gente por aí. E neste final de semana aconteceram milhares de eventos no Brasil e no mundo. Centenas em todo o Brasil com certo destaque. E dezenas muito bombados, com muita gente e repercusão.

Sabado a noite no Rio um evento do mundo da moda mobilizou centenas de pessoas do eixo Rio-SP mas também de outros lugares do país e do mundo. Hoje aconteceu uma meia maratona com muita gente participando. Variadas feiras de negócios estão sendo montadas por aí. Festas de aniversário, batizados, confraternização, excursões, palestras, cursos etc etc etc. Mas… e se chovesse???

Pois é, em uma dezena desses eventos que tenho acompanhado nas redes sociais foi tudo lindo. Eventos pra muita gente, cheios de detalhes na organização, produção impecável. Mas tudo daria o dobro do trabalho e muitos gastos extras ou diminuição de recursos caso o final de semana tivesse sido chuvoso.

Por isso, só como um pensamento, uma dica, uma provocação: Você quando planeja seus eventos planeja também o plano B, C e D? Tem saída ou cartas na manga no caso de chuva? Se tem feito isso, parabéns. Se não conta com isso, cuidado…. no tempo não mandamos e ele será sempre um parceiro, chova ou faça sol. Porque até o sol demais pode atrapalhar.

beijos e um ótimo fim de domingo, (ensolarado aqui em São Paulo).

EM BREVE CURSO PARA QUEM VAI PARTICIPAR DE FEIRAS DE NEGÓCIOS

@EVENTOSO Mercado de Feiras de negócios movimenta bilhões em todo o mundo. O crescimento anual deste seguimento é aproximadamente 20% ao ano. Mais e mais empresas utilizam esta forma de evento para divulgar sua empresa e gerar negócios. Estamos em uma época em que o profissionalismo e o resultado financeiro são mais do que obrigatórios. Um momento em que atrair público é ainda mais difícil pois a internet superlota com possibilidades e convites.

49b672714ab0041e22ff51156f88c04eEm todo o mundo a visão destas feiras deixou de ser de ‘momento de encontrar amigos e clientes’ para ser um momento de ‘gerar receitas e grandes negócios’. As feiras encurtam caminhos, reduzem custos, é o showroom dos negócios de cada setor. Existem empresas que investem até trezentos mil dólares para participar de uma única feira por ano, com um pequeno estande, para sentar e conversar com um cliente “X” que normalmente não o atenderia no escritório em dias normais e desta conversa gerar um negócio de milhões de dólares. Foi com base nestes e tantos outros dados que criei o “COMO PARTICIPAR COM INTELIGÊNCIA NAS FEIRAS DE NEGÓCIOS” onde mostro que participar de feiras colocando um estande bonitinho não é tão simples e preciso planejamento. É preciso um projeto que atenda as demandas da oferta e procura de cada setor.

ddd11519be2bb43dc578b0ccfa509c9eO workshop, com duração de 8 horas, mostra todas as etapas envolvidas no processo de participação.

-Todas as etapas do projeto e evento, / -como atrair clientes para seu espaço, /-tipos de estandes e decoração, móveis, paisagismo / – grandes estandes , pequenos estandes, / – estandes construídos, estandes mistos e estandes em estruturas prontas / – análise de riscos, / – documentos e licenças de cada evento, contratos, / – como atender, / – treinamento de recepcionistas e modelos, / – PDV, / – equipamentos audiovisuais, / – material gráfico, brindes, / – promoções, / – divulgação, / – uniforme,  / – relatórios, / – avaliações e análises de resultados entre vários outros temas serão apresentados.

38c7047027af4980e24b60f93a9ca578O participante recebe a apostila com o conteúdo e certificado.

77206a09c591ed83fc8a703eb6162a9dO evento ainda não tem data definida para sua próxima edição. Interessados mandem email para mariliadelima@gmail.com

Gostou? Curta e compartilhe.

05 DICAS PARA CRIAR UMA FEIRA DE NEGÓCIOS

IMG_4901

As feiras de negócios, ou comerciais, são ações de mercado com o objetivo de promover uma idéia, criar intercâmbio, aumentar carteira de clientes ou vender.

As feiras podem ser divididas ou identificas por:

– Localização: nacional, regional, estadual, internacional

– Seguimento de atividade

– Função: apresentar novos produtos, agregar conhecimento, vender, relacionamento com clientes.

As feiras podem acontecer uma única vez ou ter edições anuais ou bienais. Acontecem:

*sozinhas – a feira como evento principal e que pode ou não ter algum evento paralelo como rodada de negócios, seminário, cursos etc.

*como atividade paralela agregadora – em um evento técnico ou comemorativo. Um seminário, congresso, festival.

Os formatos de uma feira podem variar de acordo com o objetivo. Podem ser construídos estandes iguais e estes comercializados. Venda de espaços por metro quadrado e de acordo com o poder aquisitivo de cada participante cada um compra o tamanho que quer e o constrói e organiza como achar mais conveniente.

Existem regras básicas de marketing que devem ser seguidas tanto para organizar um evento nesse formato quanto para participar como expositor.

Ao ter a idéia de uma feira para o seu seguimento de negócio é importante antes de tudo planejamento e também a criação de um projeto. Deixo aqui 05 dicas para serem seguidas:

1) Pesquise no mercado nacional e internacional se já existe feiras que acontecem no seu setor. Às vezes temos uma idéia que parece inédita e aí na pesquisa descobrimos que alguém já está fazendo. Liste todas com o maior número de informações.Liste até aquelas tenham formato diferente do que você está pensando. Crie apontamentos sobre época, assuntos debatidos, público participante, relevância do evento e outras informações que possa depois usar como parâmetro para elaborar o seu evento.

2) Defina claramente qual o objetivo do evento e o seu conteúdo. Você pode criar uma feira onde o principal objetivo são as rodadas de negócios. Você pode criar uma feira onde o objetivo é vender. Ou uma onde o objetivo é apresentar novidades. Defina o que quer exatamente, pois isso influenciará no seu público alvo.

3) Escolha o formato e porte. Se você está começando e nunca fez pode optar, por variadas razões, em fazer um evento pequeno. Mas, pequeno ou grande, terá que definir se o evento terá estandes (ou até barracas padronizadas) do mesmo tamanho ou se vai optar por um sistema de montagem a partir do espaço comprado pelo participante. Essas definições irão influenciar no orçamento e este consequentemente influenciará nos valores de participação.

4) Estabeleça parcerias e apoio com entidades, empresas e pessoas importantes do setor. Definitivamente uma feira de negócios precisa de parceiros. Parceiros que certifiquem a importância da sua feira, que tragam credibilidade e que ajudem na divulgação no meio. Parcerias e apoio das entidades representativas da classe são as mais importantes. Crie sua rede de parcerias antes de tudo.

5) Elabore o projeto. Em qualquer evento a ser executado é muito importante criar um planejamento com custos e cronograma. Um projeto bem construído evita gastos desnecessários e auxiliar na execução de acordo com o esperado.

Mercado e oportunidades para a criação de feiras no setor da cultura, economia criativa, sociais e afins é gigante. Existem poucas ações neste sentido, inclusive internacionalmente. E aí…que tal pensar em algo interessante e criar a sua feira?

Gostou? Curta e comente. E principalmente compartilhe com todos. Conhecimento deve sempre circular.

 

MAIS RESPEITO COM O PROFISSIONAL DE EVENTOS – ESTE MERCADO MOVIMENTA QUASE 5% DO PIB

@EVENTOSNão é de hoje que “vira e mexe” temos notícias pela TV, rádio ou jornais, que um determinado “produtor(a) de eventos” estava envolvido em algum crime. Acontece que infelizmente, na maioria das vezes, os bandidos se utilizam desta profissão séria, para criar uma máscara e se esconder. Serve para prostitutas, cafetinas e cafetões como já vimos por exemplo em alguns escândalos em Brasília. Serve para um estuprador em Fortaleza que abusava de modelos. Para um golpista em Rondônia. Fachada para um pedófilo no interior de São Paulo e por aí vai.

Da realidade para a ficção a novela Babilônia tem no seu personagem Murilo, vivido por Bruno Gagliasso, o mesmo exemplo. Ele é um cafetão e envolvido com tráfico, mas que ninguém suspeita e todos pensam que ele é produtor de eventos.

São estas distorções e utilizações indevidas que acabam por desprestigiar e desrespeitar o Profissional de Eventos. Por esse motivo que Ana Claudia Bitencourt, Presidente da ABEOC Brasil, assinou uma nota pedindo o fim da utilização da profissão, como na novela, para atividades ilegais ou para designar pessoas de má índole. A nota foi divulgada no dia 30 de abril quando se comemora o dia do profissional de eventos. O texto é principalmente um pedido de respeito a um profissional tão completo e complexo que antes de tudo tem que ter uma qualificação.

Segundo Vanessa MARTIN, 2008, “Eventos são todos os acontecimentos previamente planejados, organizados e coordenados de forma a contemplar o maior número de pessoas em um mesmo espaço físico e temporal, com informações, medidas e projetos sobre uma idéia, ação ou produto, apresentando os diagnósticos de resultados e os meios mais eficazes para se atingir determinado objetivo.”

(Meio parecido com projetos né? Mas tem muita coisa que é diferente e nesta coluna vamos falar bastante disso, principalmente vamos falar sobre a necessidade de todo evento ter também um projeto prévio – mas isso é pra outros posts – é só acompanhar por aqui.)

Continuando…..

O mercado de eventos movimenta 4,32% do PIB – Produto Interno Bruto e gera mais de 7,5 milhões de empregos. Mesmo com a crise internacional é um setor que não para de crescer. Por isso é um grande desrespeito utilizar esta profissão indevidamente, pois os bons e sérios profissionais que orquestram os eventos no nosso país e contribuem para essa movimentação da economia precisam ser respeitados.

A autora da Lei 14.988/ 2013 que institui o dia do profissional de eventos é a deputada Célia Leão de SP. A data escolhida coincide com o aniversário do precursor dos grandes eventos no Brasil, Caio de Alcântara Machado.

A seriedade do trabalho de todo mercado pode ser conferida no Fórum do Setor de Eventos (ForEVENTOS) que é um fórum permanente criado em julho de 2011 para discutir assuntos de interesse comum do mercado de eventos, como Licitações, Trabalho Temporário e Articulação Política e Institucional. Alguns dos participantes são as maiores entidades organizadas que trabalham com eventos e turismo em todo o país como:

AMPRO – Associação de Marketing Promocional,

ABEOC – Associação Brasileira das Empresas de Eventos,

ABRACE – Associação Brasileira das Montadoras e Locadoras de Stands, Academia Brasileira de Eventos e Turismo,

ALAGEV – Associação Latino Americana de Gestores de Eventos e Viagens Corporativas,

EVENTPOOL – Associação de Agências de Turismo Operadoras de Eventos,

FBHA – Federação Brasileira de Hospedagem e Alimentação,

MPI – Meeting Professionals Internacional,

ABR (Associação Brasileira de Resorts – Resorts Brasil)

SPC&VB – São Paulo Conventions and Visitors Bureau

ABRAFEC – Associação Brasileira de Fornecedores de Eventos Corporativos e Tech House.

Mais informações:  http://www.abeoc.org.br/

continue acompanhando esta coluna. Gostou? Curta e comente. Mas também compartilhe com os amigos da área. Obrigada.

LEI ROUANET E A MODA PLUS SIZE

Fashion-Weekend-Plus-Size-V15-Vislumbre-600A moda faz parte da cultura de um povo. Segundo Edward Burnett Tylor, “a cultura é o complexo que inclui conhecimento, crenças, arte, leis, costumes e outras aptidões adquiridos pelo homem como membro de uma sociedade. ” 

Portanto, moda é sim cultura. Em 2013 houve uma grande polêmica envolvendo Pedro Lourenço, Alexandre Herchcovitch e Ronaldo Fraga tiveram projetos aprovados, mais de milhões e então essa foi mais uma das discussões que vieram em torno do que Lei Rouanet patrocina ou melhor, aprova uma verba onde o proponente ainda deverá ir ao mercado buscar quem o patrocine, beneficiado pela lei. 

Porém, a moda atual que dita regras inclusive de comportamento, está quase toda voltada para as pessoas magras ou mesmo magérrimas. Essa ditadura da beleza, onde o 44 já é “plus”, causa muitos problemas sociais e até culturais. Apesar de ser um resultado alarmante, claro pois envolve a saúde, temos 49% de pessoas no Brasil acima do peso.  E a obesidade em uma grande maioria relacionada diretamente com questões de obesidade e baixo estima.  

Foi pensando nisso que Renata Poskus,  uma gordinha saudável, ou apenas um mulherão (nome também de seu Blog) que está acima do peso, pensou ao criar o blog e o evento Fashion Wekeend Plus Size para mostrar que você pode estar acima do peso mas se vestir bem, melhorar a estima própria, fazer parte e ser um mulherão. 

E estimulado por esse novo olhar do Ministério da Cultura também para as variedades da cultura como a Moda, Renata vai apresentar um projeto na lei Rouanet e também no Proac de ICMS o seu evento Fashion Wekeend Plus Size. 

O evento caminha para sua 11ª  edição e conta com desfiles e rodada de negócios onde novos estilistas, confecções e designers encontram clientes em potencial. A novidade para os projetos é agregar também as artes e outras manifestações que falem ou envolvam o universo dos mulherões e assim conseguir minimizar os efeitos que a ditadura da moda criou hoje e que chega a ser crime ser gordinha.  Quadros, esculturas, música, livros e muita criação falando desse universo com foco nos mulherões.

Na arte podemos ver que este preconceito antes ou agora não é barreira para as mais belas obras. Abaixo alguns deles como: Botticelli, Eliana Kertsz, Botero, Janssens, Renoir e Adam Schultz

Mais informações: mariliadelima@gmail.com ou mulherao.wordpress.com