10 DICAS MUITO IMPORTANTES PARA VOCÊ CONSTRUIR UM PROJETO

Meninas e Meninos,

IMG_4761 - CópiaMuita gente me pergunta qual o primeiro passo ou quais passos principais para se escrever um projeto. Segue então 10 dicas e comentários que acho que pode ajudar um pouco:

1 – Um projeto é um planejamento, uma receita (uma receita de bolo como digo sempre). É o passo a passo para que você realize o que pretende. Pode ser um projeto de uma festa, de comprar um carro, de fazer uma ação social, de lançar um livro, de construir uma casa etc. Para qualquer uma dessas ações você deve pensar em todos os detalhes e colocar isso no papel.

2 – Faça um projeto que tenha a ver com sua carreira, sua vida, sua realidade. Não adianta fazer um projeto “Totalmente Saudável” se você não consegue ficar longe das guloseimas. Não adianta fazer um projeto de engenharia se seu conhecimento é de culinária. Não adianta querer fazer projetos de dança se você só entende de música. Para isso primeiro você tem que aprender sobre o assunto e depois elaborar o projeto. Ou, conseguir uma parceria de alguém especialista no assunto que possa te ajudar.

3 – Tenha muito claro o ESCOPO do projeto. Escopo é o ponto ao qual quer chegar. O que você quer atingir. É exatamente o que é o seu projeto. Poderíamos dizer que é o Objetivo Geral misturado com a Definição. Mas é a partir dele que você constroe todo o resto. Não é só “lançar um livro” mas é porque e o que quer com esse lançamento.

4 – Definir e entender as necessidades e interesses dos STAKEHOLDERS (todas as pessoas que estão ligadas direta ou indiretamente ao seu projeto e tem interesse no mesmo). Essa parte é fundamental para uma série de ações na hora de escrever e definir o passo a passo da execução do projeto.

5 – Fazer um “Toró de Palpites” e responder os “Q’s” – O que é o projeto? O que você quer com o projeto? Onde acontecerá? Quem participará? Como vou falar disso? O que preciso? Quando preciso? Quanto preciso? etc

6 – Começar a colocar tudo no papel descrevendo, inclusive, os custos envolvidos em cada necessidade e cada passo.

7 – Ter estes principais ítens na descrição:

***RH – Recursos Humanos envolvidos – todos os prestadores de serviço, profissionais etc.

*** RM – Recursos Materiais necessários – tudo o que vai comprar, alugar, emprestar, construir etc.

*** Logística – como vai hospedar, transportar e alimentar o RH e como irá transportar e distribuir os RM.

*** Recursos Financeiros – quanto e de onde virá o dinheiro para esse investimento.

*** Plano de Comunicação – a comunicação deve ser funcional para os Stakeholders. Todos devem saber de suas funções e responsabilidades além do andamento do projeto. Isso é fundamental para o sucesso.

*** Pensar e criar um eficaz sistema de conferência, de monitoramento.

8 – Escrever o CRONOGRAMA (cronos = tempo) – definir quando e como cada ítem será realizado e quem será a pessoa responsável por ele.

9 – Ler e reler para ver se ainda falta algo e se tudo tem coerência.

10 – Avaliar riscos e se for necessário acrescentar despesas e necessidades para um plano B, C ou D.

E é isso. Observar ítens antes de escrever o projeto e antes de executar evita muitos problemas. Os detalhes são importantes, não os perca de vista.

Gostou? Curta, comente e compartilhe. Siga esse blog. QUERO TE ENVIAR SEMPRE INFORMAÇÕES EXCLUSIVAS SOBRE PROJETOS, EVENTOS E MUITO MAIS e isso eu só compartilho com quem é VIP. Para isso faça aqui sua inscrição para participar também.  🙂

05 PASSOS PARA ESCOLHER E EXECUTAR AS MELHORES IDÉIAS

Meninas e meninos,

IMG_4901O mundo dos projetos e eventos é muito concorrido. Para ter maior possibilidade de sucesso é importante criar diferencial e se destacar. Para melhorar a performance, além da idéia sobre o que vai fazer, é importante que estas idéias sejam realmente inovadoras e criativas.

Todos os dias temos idéias aos montes. Muitas vezes estamos fazendo o “brainstorm (tempestade cerebral)”, ou “toró de palpites” como dizemos lá em Minas, na hora de construir projetos e eventos e elas também não nos faltam. Mas muito além de ter idéias precisamos também colocar em prática. E colocar principalmente aquelas que nos darão os melhores resultados.

E por isso segue abaixo 05 passos para melhorar esse processo:

  1. Para ter uma boa idéia tenha muita idéias. Não desista só porque já pensou em um diferencial. Continue com o “toró de palpites” e tenha na lista pelo menos três boas idéias.
  2. Das idéias selecionadas faça uma pesquisa na internet para saber se algo parecido já foi feito. Pesquise onde puder. Anote estas informações.
  3. Volte com as idéias e a pesquisa para uma revisão e avaliação. Trabalhe em equipe
  4. Decida então se vai usar uma das ideias, se vai reformular ou se vai começar tudo de novo.
  5. Assim que decidir comece a trabalhar usando a idéia, não só pra ter um diferencial, mas também para criar algo que encante os seus parceiros e clientes. Esse pensamento de qualidade constante é também uma boa idéia.

PULO DO GATO : Dê um passo, confira. Dê outro passo, confira. Vá passo a passo avaliando se tudo está saindo como planejado. Muitas pessoas executam ações em projetos e eventos sem conferir e isso pode ditar o sucesso ou o fracasso do que foi proposto.

Uma idéia posta em prática passa a ser fundamental para o sucesso do projeto ou do evento. Por isso é importante que você viaje nos pensamentos e pense em muitas coisas na hora de ter idéias. Mas é importante que na hora da aplicação efetiva tudo seja muito planejado e organizado.

Um projeto ou evento com boas idéias não é tão fácil assim como parece. Tenha a consciência e a certeza de que o caminho certo foi escolhido.

QUERO TE ENVIAR SEMPRE INFORMAÇÕES EXCLUSIVAS SOBRE PROJETOS, EVENTOS E MUITO MAIS e isso eu só compartilho com quem é VIP. Para isso faça aqui sua inscrição para participar também.

Você gostou? Curta, comente e compartilhe. Namastê. 😉

(quase) TODOS OS DIAS NO PERISCOPE Check List COM Marília de Lima – BATE PAPO DOS PROFISSIONAIS DE PROJETOS E EVENTOS

Meninas e meninos,

unnamedMe rendi mais uma vez a outra rede social, agora o PERISCOPE. Realmente tenho me apaixonado pelas possibilidades de comunicação que estas redes nos proporcionam. Projetos e eventos são duas matérias que exigem atualização constante e nada melhor do que as redes sociais, cada vez mais ao vivo, pra nos ajudar com o que acontece. Por isso criei lá no Periscope um bate papo chamado “Check List” onde (quase) diariamente converso com profissionais da área, para debater sobre nosso segmento.

No CHECK LIST você pode participar com opniões ou perguntas sobre o tema do dia ou mesmo sobre outros assuntos que lhe interessem em Projetos e Eventos. Não tem hora certa para esse ‘chat ao vivo’ mas se você me seguir no @eumariliadelima toda vez que eu estiver on line você receberá um aviso. Além disso você tem até 24 horas para assistir depois da gravação. E se tiver dúvidas ou comentários pode participar ao vivo e conversar comigo ou, se assistir depois, mandar no mariliadelima@gmail.com que aí comento no dia seguinte.

E para quem ainda não sabe como fazer para usar o PERISCOPE é só dar um “Google” e pesquisar. E se você não sabe como utilizar o aplicativo para seus projetos e eventos veja esta matéria que escrevi sobre o assunto: DICAS PARA USAR O PERISCOPE PARA PROJETOS E EVENTOS

Então está avisado, te espero diariamente no meu canal no Periscope: CHECK LIST com MARÍLIA DE LIMA – endereço: @eumariliadelima

QUERO TE ENVIAR SEMPRE INFORMAÇÕES EXCLUSIVAS SOBRE PROJETOS, EVENTOS E MUITO MAIS e isso eu só compartilho com quem é VIP. Para isso faça aqui sua inscrição para participar também.

Gostou? Curta, comente, siga este blog, divulgue para os amigos. Obrigaduuuuu 🙂   😉

PATROCINIO CULTURAL NÃO É VINCULADO, NEM DEVE SER, ÀS LEIS DE INCENTIVO

(texto publicado há dois anos)

Resolvi escrever este texto pois há muito venho dizendo ao pessoal da cultura que elaborar projetos e procurar patrocinadores não é vinculado ao cadastro em leis de incentivo ou editais. Os projetos e os patrocínios devem e acontecem independente de ter ou não uma lei ou edital para tal.

Para entender um pouco mais trouxe o primeiro “mecenas” Gaius Maecenas ou Caio Cílnio Mecenas (68-8 a.C.), conselheiro do imperador Cesar Augusto o filho de Júlio César. Ele criou a sua volta a permanência de amigos intelectuais e artistas. Era um patrocinador de todos, tornando-se um modelo para vários outros governantes e pessoas importantes. Tudo isso sempre com a intenção também de melhorar a própria imagem. ImagemDesde então, com toda essa fama e modelo copiado, o termo “mecenas” se tornou adjetivo para aqueles que patrocinavam as artes e os seus artistas. E claro esse patrocínio veio sempre com a contrapartida da fama e da boa imagem para quem o fazia.

Passados muitos e muitos anos ainda hoje as belas artes e agora muito mais a cultura em sua totalidade abrangendo a culinária, patrimônio, línguas, costumes e tal, está ainda dependente, e com razão, dos “mecenas”, dos patrocinadores que por aí buscamos. O mecenato, ou patrocínio, tem dois pontos de atuação: o cultural e o social. Nas duas áreas vem sendo desenvolvido e pensado os incentivos fiscais para que seja mais efetivo a participação de empresas e pessoas físicas. Ponto positivo.

Na área da cultura, no Brasil, temos leis federais, estaduais e municipais. As leis federais principais e efetivas são a Rouanet e a Lei do Audiovisual voltada para o cinema. A Rouanet, antiga lei Sarney, trabalha com incentivos das empresas e pessoas físicas através do IR e o abatimento variando até 100%. As leis estaduais trabalham com incentivos através do ICMS, só podem patrocinar empresas, e as porcentagens de abatimento na maioria dos estados (quase todos já tem sua lei de incentivo) é de 80% e 20% tem que sair efetivamente do bolso da empresa. No estado de São Paulo, o Proac, lei estadual, o abatimento é de 100% do valor patrocinado. As leis municipais são variáveis de acordo com o município e trabalham com o IPTU e ISS para os incentivos. A grosso modo, a empresa deposita na conta do projeto cultural o valor X, guarda o recibo e na hora de pagar o imposto faz o abatimento de acordo com as normas.

Muito legal né? Só que com essa prática, e com o aumento dos cursos sobre projetos e produção cultural, captação de recursos e outros, tem se deixado, erroneamente, a impressão de que as leis de incentivo e editais estão vinculados aos projetos e vice-versa. Com a quantidade de novos projetos e novas possibilidades estão quase todos, patrocinadores e patrocinados, VICIADOS em patrocínios apenas via leis de incentivo. Ponto negativo.

Quando se elabora e escreve um projeto o principal objetivo dever ser realiza-lo, de uma forma ou de outra. Muita gente me procura para auxiliar nos problemas com captação. Costumo dizer sempre que o mais fácil é escrever e aprovar um projeto, o difícil, mesmo é vender o projeto para o possível patrocinador.

Diante destas dificuldades tenho 7 conselhos resumidos e que são bons porque nos meus cursos eles são mais detalhados e são pagos (risos):

1- Faça um projeto porque você tem uma boa ideia e de um tema que você tem conhecimento.  A regra em vendas é que “ninguém vende aquilo que não acredita e que não conhece”.

2- Faça uma projeção de gastos pensando também em parcerias, permutas e outros tipos possíveis de entrada de recursos, pagamento ou aquisição dos itens do seu projeto.

3 –Se você pensa em dinheiro porque não pensar em ações de sustentabilidade? Exemplos: jantar pago, ingresso antecipado, compra de cotas do livro ou CD, uma festa, venda de camisetas etc.

4 – Construa um plano de negócios, de possibilidades de patrocínio e cotas, não só baseado em incentivo.

5 – Quando abordar uma empresa não pense somente no projeto em si. Pense que esta empresa poderá ser uma parceira para vários momentos.

6 – Pense e repense a sua planilha financeira para que sempre tenha formas alternativas para readequar os orçamentos.

7- NUNCA, repito NUNCA, aborde um possível patrocinador falando de imediato que o projeto está em lei X ou Y. Esta informação é a “Cereja do bolo”.

Com estes conselhos sei que você terá muitas ideias. Acredite no seu projeto, acredite que ele é um bom negócio para o patrocinador.

A INTELIGÊNCIA é entender que PATROCÍNIO CULTURAL É INDEPENDENTE DE LEI DE INCENTIVO. Patrocínio é uma via de mão dupla, é um ganha X ganha. Mas, sendo você o maior interessado, tente construir os argumentos necessários para o convencimento. Vender também é uma arte.

QUERO TE ENVIAR SEMPRE INFORMAÇÕES EXCLUSIVAS SOBRE PROJETOS, EVENTOS E MUITO MAIS e isso eu só compartilho com quem é VIP. Para isso faça aqui sua inscrição para participar também.

GostouCurta, comente e compartilhe. 😉

CONHECIMENTO NÃO OCUPA ESPAÇO – USE ISSO PARA SEU SUCESSO

download“Conhecimento não ocupa espaço”, sempre ouvi isso na minha vida e a cada dia vejo que é muito mais do que a pura verdade, é também o melhor caminho para se alcançar o sucesso, seja qual for o sucesso que você espera dessa vida.

Sim… Seja qual for o sucesso, pois o que é “sucesso” pra mim não é a mesma coisa que “sucesso” pra você, nós é que vamos definir o que vai nos completar e satisfazer.  Dale Carnegie dizia “Você nunca alcança o sucesso verdadeiro a menos que você goste do que está fazendo”. Então, o sucesso é muito mais do que ter, é principalmente ser.

Nossa… Isso é tão óbvio não é? Mas garanto que muitas pessoas ainda não entenderam essa lógica simples.

Bem, e se o sucesso é alcançado com o conhecimento, como podemos melhorar essa nossa atuação? Estando atentos ao mundo para aprender, aprender e aprender.

Quanto mais recheamos nosso cérebro de informação mais ele expande e mais possibilidade de gerar respostas rápidas e eficazes ele fica.

Segundo pesquisas sobre neurociência Cognitiva o cérebro aprende com a freqüência, todos os dias, aprender um pouco seja do que for. Quanto mais se lê melhor se lê, se escreve e se aprende. A intensidade é importante, o conhecimento aliado ao relacionamento com a realidade e conectado com outros assuntos, além é claro da influência das artes para melhorar o impacto do assunto, mais ele será absorvido. E principalmente, o cérebro aprende mais quando estiver atento e motivado.

Gosto de trabalhar com o tema INTELIGÊNCIA porque nós somos inteligentes, temos níveis de inteligência.

Os graus de inteligência são medidos pelo QI (quociente de inteligência). Abaixo do nível normal estão os “débeis mentais” entre 90 e 70 de QI, os “imbecis” entre 70 e 50 de QI, os “idiotas” entre 50 a 25 e os que têm alta debilidade mental que é abaixo dos 25 de QI.  Os Gênios têm a partir de 140 de QI. Os que têm inteligência superior vão variar entre 120 a 140, os normais entre 110 e 120 e os que estão na fronteira da debilidade estão entre os 90 a 110.

Mas podemos aumentar o nosso QI?? Sim, podemos e já foi provado que a música é um dos principais estímulos para esse feito. Mas, também se não usamos o nosso cérebro e ele tá zerado, também podemos diminuir o QI.

E é por isso que “conhecimento não ocupa espaço”, aliás, amplia o espaço. E se você quiser aumentar o seu QI aí vão algumas dicas:

– Viva com música – a música pode ser do seu estilo ou dos mais variados para variados momentos. Mas os sons variados e misturados fazem seu cérebro pensar e expandir. Mas se quer resultados excepcionais Mozart é a dica, com sua construção harmônica complexa estimula ainda mais o cérebro. Dizem que o bebê ainda na barriga da mãe influenciados pela música dele tem desenvolvimento cognitivo acima da média.

– Tome café – isso mesmo, o café “A cafeína bloqueia os receptores de adenosina, neurotransmissor que causa a sonolência.” E claro assim você fica mais esperto para aprender. Mas não abuse de mais do que 4 ou 5 xícaras por dia porque senão ficará com um alto QI junto a um alto índice de gastrite.

– Faça coisas diferentes do que acostumou – já está mais do que provado que mudar um caminho, um estilo de roupa, um tipo de livro, um curso completamente diferente do que você trabalha e por aí vai, pode ajudar a gerar novas percepções e assim melhorar os pontinhos no QI.

– Estude, estude e estude. Faça cursos online (os meus principalmente….rrs.), leia matérias sobre o seu ramo de negócio, faça uma pós, faça um curso livre, compre “E LEIA” revistas do seguimento que lhe interessa, leia livros, pesquise coisas novas na internet. Enfim, vá colocando na cachola todo tipo de informação que achar interessante e importante para seu crescimento profissional.

– Estude outras línguas, o exercício de aprender outro idioma soma mais pontinhos para seu cérebro.

– Tenha o ócio criativo – às vezes deixar o cérebro e o corpo em ponto morto, sem muito esforço faz com que você tenha insights que na correria do dia a dia não conseguiria.

– Mente sã em corpo são – exercícios e cuidados com a saúde fazem seu cérebro gastar menos energia em ficar te alertando dos perigos que seu corpo corre.

– Jogos – jogos de carta, no computador, de tabuleiro etc. Jogos são ferramentas maravilhosas para o desenvolvimento do raciocínio lógico e estratégico.

Enfim, entenda que o cérebro não é estático. O QI não é eterno nem pra mais e nem pra menos. Se exercitar, melhora. Se não usar, regride. Isso serve para bebês, crianças, adolescentes, jovens, maduros e terceira idade. Conhecimento não tem idade, não tem hora e principalmente, não ocupa espaço.

QUERO TE ENVIAR SEMPRE INFORMAÇÕES EXCLUSIVAS SOBRE PROJETOS, EVENTOS E MUITO MAIS e isso eu só compartilho com quem é VIP. Para isso faça aqui sua inscrição para participar também.

GostouCurta, comente e compartilhe. 😉

10 DICAS SOBRE CAPTAÇÃO DE RECURSOS

IMG_4808Meninas e Meninos,

Preparei estas 10 dicas para você pensar na captação de recursos do seu projeto:

🙂    1 – Tenha um bom projeto – um bom projeto é bem escrito, é coerente, tem diferencial que encanta e principalmente é parte do seu sonho e da sua carreira.

🙂    2 – Faça um projeto que realmente vá realizar a qualquer custo. Não perca tempo por algo que só vai tentar em lei de incentivo pois esse é apenas um dos vários caminhos.

🙂    3 – Após o projeto pronto, aprovado ou não em uma lei de incentivo, faça um material de vendas convincente. Primeiro convença do porque é bom e depois fale de valores e incentivos. 

🙂    4- Não caia no erro de achar que você ou seu projeto é importante ou inédito, como você um milhão de pessoas pensam assim. Defina qual a sua importância e a do seu projeto para a empresa e para o mundo.

🙂   5- Esqueça o discurso antigo e que não convence ninguém que a empresa ou pessoa tem que investir em cultura é importante, quase uma obrigação. Não é assim que funciona. 

🙂    6 – Seu projeto está numa lei. Ok. Mas isso não é nada, tem um monte que está. Pense e monte argumentos do porque é melhor investir no seu projeto do que em outro. 

🙂    7 – Pense em várias possibilidades de captação de recursos: parcerias, financiamento coletivo (crowdfunding), venda antecipada, sócios investidores, várias leis de incentivo etc. 

🙂   8 – Não ache que porque está em uma lei, na mão de um captador, em um site de financiamento tudo vai dar certo….você precisa continuar trabalhando a sua participação é fundamental. 

🙂    9 – Entende que o NÃO já é seu… vá atrás do sim. Mas entenda que é a arte de vender e não de obrigar. 

🙂    10- Seja criativo. Seja proativo. Seja inteligênte. Não desista. Não é impossível. 

GostouCurta, comente e compartilhe. 

QUERO TE ENVIAR SEMPRE INFORMAÇÕES EXCLUSIVAS SOBRE PROJETOS, EVENTOS E MUITO MAIS e isso eu só compartilho com quem é VIP. Para isso faça aqui sua inscrição para participar também. 🙂

DICAS DE COMO USAR O PERISCOPE PARA EVENTOS E NO PLANEJAMENTO DOS SEUS PROJETOS

Meninas e Meninos,

persicopeA nova rede social que está dando o que falar é o PERISCOPE. O aplicativo é do Twitter que transmite ao vivo. É exclusivo para celulares e tem tanto para Iphone quanto para Androide.

Nossa, legal né? Mas será que você deve mesmo arriscar e se dedicar a mais uma rede social, a mais uma aplicativo que irá tomar o seu tempo? Depende.

Antes você precisa entender como ele funciona. Atualmente tem muitas celebridades usando para conversar com seu público ou mostrar o seu dia a dia. Como um reality show, um Big Brother. Mas também tem revistas, palestrantes e outros profissionais usando para consultoria, divulgação de conteúdo etc.

É como se você pudesse ter seu próprio canal de TV. Então, pensando por esse ângulo as idéias de aplicação serão muitas:

  • pode transmitir shows, teatro e todo tipo de evento ao vivo,
  • divulgar lançamentos e falar sobre isso.
  • criar conteúdo sobre o seu trabalho
  • mostrar em primeira mão produções inéditas etc
  • e para projetos, pensar nessas ações e incluir os custos e logística de execução na hora de planejar e escrever.
  • Criar uma apresentação para um grupo exclusivo
  • E até mostrar e conversar sobre seus eventos e projetos com alguém que está bem longe de você (Se cuida Skype…rrs)

Mas como qualquer aplicativo; redes sociais ele tem seus segredos, suas aplicações para os negócios, divulgação e suas regras. Alguns dos que já aprendi e percebi são as seguintes:

  • Já tem muita gente, então você tem que se diferenciar em conteúdo e forma.
  • Seria bom escolher horários e dias fixos para criar público,
  • Como qualquer outro aplicativo ou divulgação de eventos tudo dependerá também do seu trabalho, em replicar e agir, para conseguir mais e mais seguidores.
  • Nem toda conexão ou local te dará uma qualidade de transmissão. Então planeje antes de transmitir.
  • É bom criar um roteiro do que se pretende para não ficar perdido.
  • Ter mais alguém para te auxiliar quando for uma transmissão de eventos é bacana pois ajuda nos imprevistos,
  • Você lê e vai respondendo as perguntas ou conversars de quem está no chat. Mas não dá pra responder quando está se transmitindo um evento ao vivo onde alguém está se apresentando ou falando. Pense na estratégia que vai usar para responder perguntas.
  • As pessoas ainda estão aprendendo sua utilização, o que é bom pois você pode ser o pioneiro em alguma idéia usando o aplicativo.
  • O vídeo só fica disponível durante 24 horas. Trabalha com a ideia da impermanência, como o Snapchat. Mas tem truques para você gravar e replicar em outras plataformas como o Youtube ou Vimeo.
  • Dá pra fazer simultanemente a gravação ou a transmissão também por outras vias como Skype, Hangout e até o Meerkat (anterior ao Periscope e muito usado fora do Brasil). Mas claro, precisará de outros celulares para isso e ajuda de outras pessoas. Mas é bacana.
  • Luz. Iluminação é importante, pense nela e na qualidade do que está transmitindo para que fique gostoso de se ver e não uma escuridão total.
  • Como sempre falo nos cursos independente do tema: pense, pense, planeje, planeje e aí execute. Mas as possibilidades são imensas.

😉  Fabebook já tem um aplicativo igual mas por enquanto é só pra selecionados, celebridades. Em breve outras redes parecidas surgirão. Isso nos faz pensar no futuro e o que ele nos reserva. E aí, como faremos a inclusão destas idéias nos nossos projetos e como realizaremos os nossos eventos.

😉 Apesar de ainda não estar em discussão já logo dou a dica do cuidado com os direitos autorais. Pense sobre isso também.

E é isso. Apenas um bate papo falando do que acabei de conhecer. Mas ainda estou aprendendo. E se você quiser aprender mais, aprender os truques e outras dicas bem bacanas procure profissionais de mídia on line que já estão dando consultoria e cursos sobre o tema. Eles sim sabem muito. Eu só estou dividindo o que sei.

maldito-corretor-do-iphone1314415183Eu indico pra vocês a Ana Tex que tem o curso mas também tem muitas dicas no @periscoTex.

E aproveite e crie já sua conta no PERISCOPE. Vai treinando. E me siga @eumariliadelima. A partir de setembro muitas novidades.

Gostou? Curta, comente e compartilhe.

ENCONTRO ON LINE FALA SOBRE A CRIAÇÃO DA “REDE COLABORATIVA DE PRODUÇÃO CULTURAL”

Meninas e meninos,

@REDEDEPRODUÇÃOAmanhã, dia 11 de agosto, às 20 horas estaremos on line, via Hangout, para falar sobre o projeto  REDE COLABORATIVA DE PRODUÇÃO CULTURAL. É um projeto de Crowdsourcing* onde as pessoas se organizam e, juntas, criam soluções ou produtos para uma determinada necessidade. O nosso objetivo será facilitar a circulaçao de eventos e realização de projetos em todo o país.  Será o primeiro encontro da  Rede. A transmissão será através do link https://plus.google.com/events/cp4fsnbi278hb35utjr0hvk5pdo e para assistir e participar as pessoas tem que estar logadas no Google+. Poderão assistir também via Periscope no @eumariliadelima.  Posteriormente o vídeo será disponibilizado para os interessados.

Quem participar irá ajudar a definir os caminhos e ajudar a construir melhor: a idéia, possibilidade de formatos, como fazer. Quem participar e quiser continuar no projeto já se tornará um membro da equipe nesta construção conjunta.

Será apresentado a proposta do evento que acontecerá em dezembro, num encontro presencial com variados convidados e debates sobre o tema da PRODUÇÃO, PROJETOS E EVENTOS CULTURAIS NO BRASIL e paralelo acontecerá a primeira FEIRA DE NEGÓCIOS DE PRODUÇÃO CULTURAL.

Unindo produtores, artistas e fornecedores de todo o Brasil a rede pretende criar um canal para partilhar informações, troca de conhecimento, divulgação de projetos e eventos, contratações, orçamentos, parcerias e muito mais, em tempo real. O objetivo é tornar mais fácil a circulação por todas as regiões de atividades culturais como artes plásticas, artes cênicas, música, literatura, cursos, palestras, circulação de projetos e eventos etc.

Vamos criar uma rede funcional de pessoas que interajam umas as outras realizando negócios e parcerias imediatas. Uma rede que trabalhará para que cada um tenha uma mão dupla de possibilidades, de oferecer informação e de receber informação. Tudo no menor tempo possível de resposta e num formato onde todos sejam beneficiados. Informação de espaço de eventos, imprensa, prestadores de serviço, artistas, produtores, fornecedores, editais, leis de incentivo, projetos, programação cultural, festivais, hoteis, locações, gráficas etc.

VOCÊ PODE PARTICIPAR E AJUDAR A CONSTRUIR E REALIZAR ESSE PROJETO. Faça contato. mariliadelima@gmail.com

*Crowdsourcing é um modelo de criação e/ou produção, que conta com a mão-de-obra e conhecimento coletivos, para desenvolver soluções e criar produtos. 

Gostou? Curta e comente. Aproveite e compartilhe para seus amigos também. Conhecimento tem que circular.

JÁ CONHECE O BUSINESS MODEL CANVAS? VOCÊ PODE USAR EM PROJETOS OU EVENTOS, EU RECOMENDO

IMG_8074Este post foi publicado em 2013 mas é tão visitado que resolvi postar de novo pra vocês.

 @@A moda do momento é o chamado BUSINESS MODEL CANVAS ou “Painel de Modelo de Negócios”. É uma matriz para ser utilizada na configuração e definição de novos negócios. A principal diferença entre tantas novidades que surgem a cada ano para a área da estratégia, marketing e administração é que este modelo é bastante visual e sua proposta é que fique em um grande painel e seja utilizado por todos nas dicas, soluções e ações em cada uma das áreas. Uma construção proposta para principalmente ser em conjunto, participativa e de análise simples e eficiente. O formato interessante desse modelo é que tudo é construído com Post It. O conceito é que não demore muito no mural e que as definições e ações propostas sejam logo transformadas em realidade.

ImagemBusiness Model Canvas é uma ferramenta de gerenciamento estratégico, que permite desenvolver e esboçar modelos de negócio novos ou existentes. É um mapa visual pré-formatado contendo nove blocos do modelo de negócios. O Business Model Canvas foi inicialmente proposto por Alexander Osterwalder baseado no seu trabalho anterior sobre Business Model Ontology. (fonte: Wikpedia)

A matriz é visual. Um mapa que trabalha com nove pontos principais dentro do universo do novo negócio ou negócio pré-existente.

Imagem1 – Segmentos de Clientes;

2 – Proposta de Valor;

3 – Canais;

4 – Relacionamento com Clientes;

5 – Receitas;

6 – Recursos Chave (Infraestrutura);

7 – Atividades Chave;

8 – Parcerias Chave

9 – Custos.

Vejam que apesar de prioritariamente estar sendo utilizado para novos negócios, startups, reinvenção da carreira etc, é uma ferramenta também bastante eficiente para planejar o seu evento ou ajudar na construção do seu projeto. Afinal, construir um projetos ou organizar um evento é igual a construir uma empresa ou uma carreira. A diferença é que a empresa ou a carreira tem começo, meio e sempre lutamos para que não tenha fim, e os projetos e eventos tem começo, meio e fim sempre.

Muito interessante para ser também utilizado na preparação do projeto na hora do brainstorm ou como dizemos lá em Minas “toró de parpites”.

Uma sugestão que dou também é que você pode mudar os campos para os temas da construção de projetos ou eventos. Ser

1 – Segmentos de Clientes = PÚBLICO ALVO

2 – Proposta de Valor – JUSTIFICATIVA

3 – Canais – LOCAIS DO EVENTO/ ACONTECIMENTO DO PROJETO

4 – Relacionamento com Clientes – MAPA DE MÍDIA/ DIVULGAÇÃO

5 – Receitas – FONTES DE FINANCIAMENTO

6 – Recursos Chave (Infraestrutura) – EQUIPE/ PROFISSIONAIS/ ETC

7 – Atividades Chave – OBJETIVOS

8 – Parcerias Chave – PARCEIROS

9 – Custos – CUSTOS

Para todos os lados estão surgindo cursos e mais cursos para ensinar a utilizar a ferramenta. Mas se não estiver com dinheiro disponível você mesmo pode pesquisar na internet, ver vídeos no Youtube, ler textos dos mais variados etc. Veja o livro lançado sobre o assunto. Já tem edição em português e está nas principais livrarias.

Imagem

Olha aí a planilha para você copiar e iniciar seu “Businees Model Canvas” :

http://www.businessmodelgeneration.com/downloads/business_model_canvas_poster.pdf

Imagem

Gostou? Curta e comente. Aproveite e compartilhe para seus amigos também. Conhecimento tem que circula

QUERO TE ENVIAR SEMPRE INFORMAÇÕES EXCLUSIVAS SOBRE PROJETOS, EVENTOS E MUITO MAIS e isso eu só compartilho com quem é VIP. Para isso faça aqui sua inscrição para participar também. 😉