Zé Guilherme canta Orlando Silva e te convida a participar deste projeto

ZG_108O cantor Zé Guilherme está com projeto musical novo. Em breve o artista cearense, radicado em São Paulo, estará no mercado com o  terceiro CD da carreira. Trata-se de uma obra em homenagem ao grande Orlando Silva, um dos mais significativos intérpretes da música popular brasileira que comemora este ano seu centenário. Zé Guilherme promete uma releitura delicada e pessoal do repertório do Cantor das Multidões, apresentando-o de forma autêntica e contemporânea nesta justa e merecida reverência.

Através de um pré-lançamento exclusivo junto à Kickante, você pode adquirir esta homenagem antes de todos!  Participe e seja parte deste projeto.

Zé Guilherme apresenta 18 canções que foram selecionadas em um longo processo pessoal de pesquisa sobre a história e o repertorio de Orlando Silva.

A produção musical do disco está sob responsabilidade do músico, arranjador e produtor musical Cezinha Oliveira, que inseriu elementos clássicos nos arranjos, como piano, baixo acústico, acordeon, trombone e violão de sete cordas, para dar requinte à sonoridade das músicas, sem cair no saudosismo. Abre a Janela foi concebido com base no tripé interpretação, arranjos e composições, e mostra que a chamada “música antiga” do Brasil pode se manter clássica em sua origem, popular em sua apresentação e sofisticada em sua concepção.

O repertório de Abre a Janela – Zé Guilherme Canta Orlando Silva é formado pelas seguintes canções:

“Alegria” (Assis Valente e Durval Maia) – 1937

“Abre a Janela” (Roberto Roberti e Arlindo Marques Jr.) – 1938

“Cidade Brinquedo” (Silvino Neto e Plínio Bretas) – 1939

“Malmequer” (Newton Teixeira e Cristovão de Alencar) – 1940

“A Jardineira” (Benedito Lacerda e Humberto Porto) – 1938

“A Primeira Vez” (Alcebíades Barcelos e Armando Marçal) – 1940

“Pela Primeira Vez” (Noel Rosa e Cristovão de Alencar) – 1936

“Curare” (Alberto Simões – Bororó) – 1940

“Dama do Cabaré” (Noel Rosa) – 1936

“Lábios Que Eu Beijei” (J. Cascata e Leonel Azevedo) – 1937

“Preconceito” (Marino Pinto e Wilson Batista) – 1941

“Aos Pés da Cruz” (Marino Pinto e José Gonçalves) – 1942

“O Homem Sem Mulher Não Vale Nada” (Arlindo Marques Jr. e R. Roberti) – 1939

“Meu Consolo É Você” (Nássara e Roberto Martins) – 1938

“Lealdade” (Wilson Batista e Jorge de Castro) – 1942

“Meu Romance” (J. Cascata) – 1938

“Cidade do Arranha Céu” (Edgard Cardoso, Ranchinho e Alvarenga) – 1936

“Faixa de Cetim” (Ary Barroso) – 1942

Zé Guilherme

Cearense de Juazeiro do Norte, Zé Guilherme já demonstrava em seu primeiro CD,Recipiente (2001), que aliava um repertório criterioso à sua voz precisa e refinada, moldada por uma interpretação marcante e forte presença de palco. Em 2006, lançou o segundo disco, Tempo ao Tempo, que registrou a maturidade do artista e a forte influência que a metrópole exerce sobre aqueles que vêm de terras interioranas. Suas raízes cearenses se misturam “ao som e ao sabor de cada minuto vivido na metrópole paulistana com sua rica e diversificada produção que reflete os mais distintos matizes e origens”, como o próprio explica.

Recompensas a partir de 25 reais. Acesse já, participe e nos ajude a divulgar:

http://www.kickante.com.br/campanhas/ze-guilherme-canta-orlando-silva-e-te-convida